por em 13 de agosto de 2012

Anestesia

Anestesia
Anestesia é a especialidade médica que tem como objetivo permitir a realização de um ato cirúrgico sem dor e da maneira mais confortável possível para o paciente. Para isso o anestesiologista usa técnicas, drogas e aparelhos adequados para manter todo o equilíbrio orgânico do ser humano.

A anestesia começa com o preparo pré-anestésico, onde o cirurgião ou anestesista realiza consulta para saber o estado de saúde de cada paciente, doenças associadas, passado médico e solicita, quando necessários, exames complementares ou consultas com outros especialistas, para programar e realizar a anestesia mais adequada para cada paciente.

É importante lembrar que quanto melhor a condição de saúde de cada paciente, melhor será o resultado de sua cirurgia plastica e anestesia e como toda especialidade médica a anestesia não é isenta de possíveis complicações. A melhor forma de minimizar esse risco, é o paciente ter cuidados adequados com sua saúde, controlando doenças já existentes, seguindo orientações de seu médico e realizando prevenções e check-up periódicos. Felizmente, com a especialidade anestésica também houve uma grande evolução nas técnicas e medicamentos, de tal forma que os procedimentos anestésicos hoje têm riscos muito inferiores se comparados há alguns anos, e é portanto, um procedimento seguro.O tipo de anestesia que será realizado dependerá do estado de saúde e do tipo de cirurgia plástica que será realizada. Deste modo, a anestesia poderá ser geral, regional (“raqui” ou “peri”) ou local com sedação.

No dia da cirurgia plástica, o paciente recebe visita médica antes de ir para o centro cirúrgico para esclarecer eventuais dúvidas e receber a medicação pré-anestésica, que se constitui de calmantes para confortar e diminuir a ansiedade do momento que precede o início da cirurgia plastica.

Na anestesia geral o paciente fica inconsciente e todos os sinais vitais, pulso, pressão arterial, oxigenação do sangue e ventilação, são monitorizados e controlados. Pode ser aplicada por via inalatória ou endovenosa e é mantida pelo tempo necessário para realização da cirurgia. O despertar geralmente é rápido, devido às modernas e seguras drogas anestésicas e em pouco tempo o paciente volta ao apartamento que estava internado.

A anestesia regional mais utilizada para cirurgia plástica é a peridural, nela só uma parte do corpo é anestesiada, como o tórax ou abdome. É aplicada nas costas, entre os ossos vertebrais, mas o paciente normalmente não lembra desse momento, pois está sob efeito da medicação pré-anestésica. O paciente fica em respiração espontânea, com todos os sinais vitais monitorizados e para maior conforto sedado o tempo todo que a cirurgia plastica durar. O retorno do nível de consciência é rápido, pois só recebeu sedação, porém as pernas podem ficar imóveis por um período do pós-operatório, que geralmente não passa de duas ou três horas. O paciente pode ficar com travesseiros, levantar a cabeça e após seis horas do início da anestesia, levantar da cama.

Em procedimentos pequenos é possível utilizar a anestesia local, onde o anestésico é aplicado somente no local que será realizada a cirurgia. Como nas outras técnicas o paciente também fica dormindo o tempo todo da cirurgia.

O pós-anestésico de cirurgia plástica normalmente não é complicado e o paciente recebe alta no mesmo dia ou no dia seguinte a sua internação. As dores são geralmente de fraca intensidade e controladas com analgésicos comuns, outra intercorrência possível de ocorrer são náuseas e vômitos, que também são controlados com antieméticos potentes, entretanto na CLINIPLAST isso não é comum.
Maiores informações sobre anestesia podem ser obtidas na página da Sociedade Brasileira de Anestesiologia: ( www.sba.com.br ).

Para saber mais sobre a cirurgia plástica e outros procedimentos de cirurgia plástica Campo Grande, entre em contato com a CLINIPLAST – Clínica de Cirurgia Plástica Estética e Cirurgia Plástica Reparadora.